POWr Social Media Icons

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Cores da Nova Estação

Olá meninas, tudo bem? Hoje vamos falar um pouco dessa cor que vai tomar conta das ruas na nossa primavera-verão, o verde limão, ou flúor ou como quiserem chamar. Confesso que torci o nariz nas primeiras vezes que vi a cor, mas observando algumas combinações vi que podemos montar looks lindos e modernos, olhem só :
Nas versões saia ou short, a cor ganha uma sofisticação quando combinada com saltos altos e blazer. 
E aqui vestidinho ou apenas a bolsa para quebrar um pouco a produção preto e branco ?
Esfriou além do blazer você tem a opção do tricot super usado em nosso inverno, e que linda a cor fica combinada com jeans. 
E aqui mais algumas produções pra você se inspirar... E aí gostaram? Qual foi sua produção preferida? Comentem, beijos ...

Sigam-nos também no instagram @modaefitblog ...



quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Musculação, mulheres e menopausa

Musculação, mulheres e menopausa


Hoje o blog Moda e Fit tem a honra de poder contar com a colaboração de um texto muito bem elaborado do profissional Wellington Ferreira – Personal Trainer,  Especialista em Obesidade e Emagrecimento e também Empresário Fitness da Academia WS Fitness aqui de Joinville. 
Espero que aproveitem ao máximo, pois o texto pode ajudar você a enfrentar ou até prevenir muitos problemas causados pela menopausa.


            

Mulheres, porque essa busca constante pelo emagrecimento? Sabia que um dia você irá menopausar?

Pois é gente no emagrecimento não ocorre simplesmente o ato de “eliminar gorduras”, mas também a perda de massa muscular e também de massa óssea, onde estas são fundamentais para a manutenção e prevenção dos problemas relacionados à desmineralização óssea (osteopenias – doenças como osteoporose, artrite, artrose, etc...). Com a chegada da menopausa a mulher fica mais vulnerável a essa perda e consequentemente a instalação de uma doença relacionada a essa desmineralização pode ser inevitável. Outro fenômeno que ocorre também são as mudanças no padrão de distribuição de gordura feminino. Durante toda a vida, as mulheres têm uma distribuição de gordura mais externa (exógena) como quadril, coxa, seios e, porém, quem controla este padrão de gordura são os hormônios “femininos” (progesterona, 17b estradiol). Apesar da maioria das mulheres não gostarem dessas “gordurinhas”, o interessante é que sua distribuição como já havia dito é externa, e, contudo esse padrão passa a ser muito melhor para a prevenção das doenças relacionadas à obesidade (dislipidemias). Na menopausa o que ocorre é a diminuição e a irregularidade desses hormônios, ou seja, os padrões de distribuição de gordura começam a tornar-se mais internos (igual ao padrão masculino), e a mulher começa a acumular gordura na região visceral. Aí é onde começa um ciclo de doenças trazidas pela menopausa. Além do risco de osteopenia, aumenta-se o risco de doenças cardíacas. Mas onde entra a musculação nisso tudo?

Primeiramente, é uma atividade que estimula a “síntese protéica” (captação, retenção e aumento das proteínas pelo músculo), e consequentemente também estimula a mineralização óssea, promovendo a síntese de cálcio pelos ossos, reduzindo muito o risco das osteopenias. Outro ponto é que a musculação oferece um alto gasto calórico durante uma sessão e ainda promove o ganho de massa muscular. Uma vez que existe o aumento de massa muscular, ocorre paralelamente um aumento no gasto energético mesmo em repouso, ou seja, você vai gastar mais calorias durante o seu dia, melhorando e combatendo esse padrão de gordura visceral que pode ser adquirido com a chegada da menopausa. Isso não é fantástico?

Então mexa-se, oriente-se com um profissional de Educação Física devidamente habilitado, pois ele lhe fornecerá as informações necessárias para a melhora de sua qualidade de vida. Boa Sorte!




Wellington Ferreira – Personal Trainer
Especialista em Obesidade e Emagrecimento e Empresário Fitness
Cref 9621G/SC

WS FITNESS / Rua Papanduva, nº 185, bairro : Bom Retiro - Joinville - SC Fone: (47) 3227-4000



segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Cogumelos e Imunidade



Não adianta franzir o nariz e fazer cara feia viu, esses cogumelos são deliciosos e comestíveis, e de quebra fazem um bem enorme pra saúde.
Cogumelos estimulam a ação dos linfócitos (células do sistema imune), ajudando a fortalecer o sistema imunológico, são ricos em fibras, proteínas ( sim proteínas ), e tem baixa gordura.

Dentre os cogumelos medicinais os que comprovadamente propiciam benefícios à saúde, incluem-se o Reishi (Ganoderma lucidum), Maitake (Grifola frondosa), Shiitake (Lentinula edodes), Shimeji (Pleurotus ostreatus), Agaricus blazei (Agaricus blazei Murril).

Está enjoada de comer frango e ovo... come cogumelo !!! A cada 4 colheres de sopa de Shitake você esta adquirindo a quantidade de proteínas de um bife.


O cogumelo e o câncer

Estudos preliminares apontam a relação entre o cogumelo e o tratamento do câncer, isto porque o alimento é rico em beta-glucanas, especialmente a lentinana. "Essa substância estimula o sistema imunológico, especialmente células chamadas de natural killer que destroem as células cancerígenas", explica o oncologista e mastologista Jorge Laerte Gennari.

Jorge Genari utiliza comprimidos de cogumelo-do-sol como parte do tratamento do câncer de mama. "Tenho 400 pacientes em observação para saber se o cogumelo auxilia no tratamento deste câncer. Porém, isso não invalida a recuperação convencional, como cirurgia e quimioterapia, ele não é milagroso", alerta Genari.

A mesma substância também pode ser interessante para o tratamento de portadores do vírus HIV. "Afinal, como as beta-glucanas melhoram o sistema imunológico, elas também podem ser interessante para o tratamento desta doença, contudo, estudos mais detalhados ainda são necessários", diz Genari.

O cogumelo que possui maiores quantidades de beta-glucanas é o cogumelo-do-sol, Agaricus brasiliensis. Porém, o champignon de Paris e o shitake também contam com esta substância benéfica para o organismo.

Nós do Moda e Fit amamos um shitake, e em breve vamos postar uma receitinha deliciosa e nutritiva pra colaborar com seu dia à dia e sua dieta ok.
Até mesmo porque é bom variar de vez em quando...
Abaixo algumas informações extras do nosso amiguinho:

Altos teores de proteínas, contendo todos os aminoácidos essenciais;

Alta percentagem de ácidos graxos polinsaturados que são essenciais à nossa dieta;

Minerais como potássio, fósforo, manganês, ferro e cálcio;

Vitaminas B1, B2 e B7 e C;

Carboidratos e fibras com atividade antitumoral, reduzindo os riscos de câncer.



Beijos.
Moda e Fit.
 




sábado, 13 de setembro de 2014

Doce de leite com coco ralado




Meio coco cortado em cubos ;
3 colheres de sopa de açúcar de coco;
3 gemas;
2 colheres de sopa bem cheias de biomassa de banana .

Faça leite de coco caseiro;
Deixe de molho os cubos de coco em 300 ml de água quente por 30 minutos. Bata no liqüidificador e coe. Guarde o coco ralado. 

O próximo passo é juntar todos os ingredientes e bater no liqüidificador, exceto o coco ralado.
Numa panela em fogo médio vá mexendo o líquido até atingir o ponto de brigadeiro que é quando você vê o fundo da panela. Este processo demora quase 30 minutos.
Deixe esfriar e decore com um pouco do coco ralado que sobrou.

Fica doce e saboroso e não faz mau a saúde, bom final de semana a todos.



terça-feira, 9 de setembro de 2014

Bolo de chocolate

Que toda mulher adora um doce isso não é segredo, mas poder comer um docinho sem culpa nenhuma, isso já é uma vitória.
Hoje a receita é de bolo de chocolate sem glúten e sem lactose. Vale a pena conferir. Tem também uma opção de cobertura ok girls.


 
Ingredientes: 

3 ovos inteiros;
1 xícara de farinha de arroz;
1 xícara de farinha de coco;
4 colheres de sopa de açúcar de coco;
3 colheres de cacau sem açúcar;
Uma xícara de leite de coco;
1 colher de chá de fermento químico.

Bata todos os ingredientes na batedeira por 3 minutos e leve ao forno aquecido a 170/200 graus por 30/40 minutos. Se não tiver batedeira, vai no braço mesmo.

Sugestão de cobertura

2 colheres de sopa de gordura de coco;
1 colher de sopa de cacau sem açúcar;
2 colheres de sopa de açúcar de coco bem cheia. 

Levar tudo pra panela até todos os ingredientes derreterem.

Espero que tenham gostado, bjs

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Gnocchi de Batata Salsa

A receita de hoje é de comer rezando.

Um simples Gnocchi que vai salvar sua vida e fazer com que várias refeições fiquem armazenadas em sua geladeira. 

Ingredientes:

5 batatas salsa grandes;
300 gramas de farinha de arroz;
Sal;
01 ovo.

Modo de Preparo 

Cozinhe as batatas com casca e quando estiverem cozidas espere esfriar. Depois de frias retire as cascas e amasse bem com um socador ou um garfo mesmo.
Adicione o ovo e a farinha de arroz aos poucos até que a massa desgrude das mãos.
Faça bolinhas do tamanho da sua paciência ok.
Depois é só pegar uma panela com água e sal, deixar levantar fervura e ir adicionando os gnocchis. A medida que forem levantado até superfície da panela estão prontos para serem retirados.
Faça um molho leve sem gordura e muito tempero.
Rende 4 generosas porções, ou seja alguns almoços garantidos. 





quarta-feira, 6 de agosto de 2014

O Poder do Abacate

OS BENEFÍCIOS DO ABACATE




          Até pouco tempo atrás, a preocupação a respeito dos alimentos era concentrada unicamente em suas quantidades de calorias. O mundo evolui, a medicina é uma ciência de verdades transitórias e a Nutrigenética revolucionou a maneira de pensar em nutrição humana.
          O genoma humano foi publicado no ano de 2003. Esperava-se que fosse composto de pelo menos 120 mil genes, quando na verdade, descobriu-se que temos apenas 23 mil genes funcionais. A partir daí e com o conhecimento de que alimentos como o arroz, contém cerca de 31 mil genes, a ciência médica iniciou uma busca para desvendar quais seriam então os fatores que têm influência sobre o corpo humano e que determinam de fato a vida e saúde de cada indivíduo.
          Surgiu então a ciência da Epigenética e as respostas eram óbvias, o que determina praticamente tudo o que acontecerá na vida de cada um é o modo de vida e principalmente, a alimentação, portanto nutrir-se começou a significar muito mais do que simplesmente cuidar para não engordar e manter-se no peso ideal. E a cada dia surgem novas descobertas por trás então do quanto cada alimento representa e influencia na epigenética das pessoas, fazendo com que as mesmas acelerem ou não desenvolvam doenças, envelheçam mais ou menos rápido.
          Bom, hoje escreverei sobre o Abacate (nome científico Persea gratissima Gaert), fruta que foi condenada durante  muitos anos por ser “gordurosa” e poder trazer riscos à saúde, mas que no entanto já foi profundamente estudada de fato e hoje sabemos que além de não engordar, ainda guarda particularidades especiais para a saúde.
          O Abacate é uma fruta de baixo teor de frutose (açucar da fruta extremamente tóxico ao corpo humano quando ingerida sem as fibras das frutas) e que só tem 2 gramas de carboidratos por fruta.
          São frutas nativas da América Central e do Sul e foram cultivadas nestas regiões desde 8000 aC. Hoje, o abacateiro, da família das Lauráceas, o principal produtor é o México, mas ele é cultivado também na América do Norte, Israel, África do Sul, Austrália e Nova Zelândia. No Brasil, chegou por volta dos séculos XVI e XVII, trazido da Guiana Francesa por Luis de Abreu Vieira e Silva. E as mudas cresceram devido à adaptabilidade do clima. De acordo com a pesquisadora Vera Lúcia Ferraz Francisco, o Brasil é hoje o quarto produtor mundial e o estado de São Paulo, a principal região produtora.
          Mas já que estamos já em 2012 e inundados em rios de agrotóxicos, tendo em vista a forma de cultivo dos vegetais de hoje em dia, cabe ressaltar o abacate ainda tem uma grande vantagem devido a sua casca grossa que protege a fruta interior da ação dos pesticidas e venenos.
          Faço parênteses aqui só para lembrar vocês de que o Brasil é o país número 1 em uso de agrotóxicos no mundo, tendo em media um consumo de 5,2 Litros por pessoa, por ano! *ler artigo que já escrevi e está no arquivo do blog sobre agrotóxicos.

PROPRIEDADES

          O abacate é rico em vitamina E, A, B1, B2, gorduras monoinsaturadas, sais minerais, Cálcio, Ferro, Fósforo e Magnésio (que está definitivamente entre os principais minerais do corpo). Seu acentuado valor energético é relacionado ao seu conteúdo em gorduras, responsável pelo aumento do colesterol HDL (considerado o bom colesterol). Contém ainda proteínas, fitosterol, Lecitina (substância que auxilia na desobstrução dentro dos vasos sanguíneos), Tanino, Ácido Oléico (ômega 9), Linoléico (ômega 6) e Palmítico.
          Mas foi após os estudos sobre “radicais livres” terem ganhado prêmio Nobel, que as descobertas sobre as propriedades dos antioxidantes tomaram proporções importantes na medicina. Sabemos atualmente que através de antioxidantes existentes na natureza, podemos combater o “estresse oxidativo” e consequentemente uma infinidade de doenças.
          E através de estudos como o realizado no Japão, onde foi demonstrado que a fruta tem efeito protetor para o fígado, que as pesquisas para elucidar os motivos específicos para que isto acontecesse tornaram-se cada vez mais comuns, até que chegou-se à grande descoberta: O Abacate é rico em Glutationa, o antioxidante mais potente que existe no corpo humano!
          A Glutationa, também chamada de Glutatião ou GSH é uma das substâncias mais pesquisadas do mundo da Antiaging Medicine e da Nutrigenética devido a sua importância na proteção celular ao “rejuvenescer” as células, participar do fortalecimento do sistema imune (ação imunomoduladora), ser detoxificante, ou seja, “decompõe” e neutraliza a ação dos radicais livres, protege as células de substâncias cancerígenas e da peroxidação lipídica (reação em cascata que ocorre nas células e forma radicais livres a partir da oxidação de gorduras), entre outras co-funções metabólicas na metilação de genes.
          Bom, mas além destas propriedade incríveis da Glutationa, voltando ao Abacate podemos ainda dizer que é uma boa fonte energética, melhora a  função intestinal, tem ação antinflamatória e dá suporte à formação óssea. É importante salientar também que o tipo de gordura existente do Abacate, é benéfica para a relação entre os níveis de colesterol, melhorando suas taxas. Gordurosa ou não, o fato é que essa fruta tem mais potássio do que a banana (são 351 mg a cada 100 gramas) e de todas as frutas é ela que possui mais betacaroteno um pigmento antioxidante que auxilia na obtenção de vitamina A.
Amigos, eu teria páginas e mais páginas para escrever sobre cada substância existente dentro do Abacate, mas minha intenção é que vocês não tenham mais medo em consumi-lo. Diferentemente do que estamos acostumados a escutar, nem tudo que é gorduroso engorda! Na realidade, posso dizer a vocês que o que mais engorda são estes lanches industrializados, os carboidratos e não as gorduras naturais. Aí não interessa a quantidade de calorias, mas sim de onde vêm estas calorias.
          Sendo assim, considera-se hoje que a fruta tenha uma ação nutritiva muito importante. Minha recomendação, como com todos os alimentos em geral, não é comer abacate em excesso, mas que ele faça parte de sua dieta equilibrada de alimentos.
          E agora, quanto tempo vocês deixaram de comer esta fruta por terem ouvido de algum profissional de saúde que engordava e aumentava colesterol? Da mesma forma com que falou-se e ainda falam por incrível que pareça, as mesmas coisas sobre o “Ovo”, infelizmente vocês ainda ouvirão estas informações descabidas sobre o abacate. Mas não hesitem, não tenham dúvidas, pois a fruta é sim saudável e deve fazer parte de sua dieta.
          Por ser considerado realmente o maior antioxidante do corpo humano, deixem-me alertá-los de uma coisa importante. A Glutationa é uma das substâncias que podem ser compradas nos Estados Unidos em muitas farmácias e lojas de suplementação, porém especificamente este antioxidante, não tem boa absorção em cápsulas. Deve ser ingerida nos alimentos, aí o abacate é o que tem maior concentração, seguido da melancia, ou suplementado através de administração injetável semanalmente.
          Atualmente já temos no Brasil GSH injetável e nos Estados Unidos, além do injetável, a forma através de gel desenvolvido com nanotecnologia de alta absorção, ou seja, o princípio ativo é aplicado sobre a pele e tem absorção direta para a corrente sanguínea, da mesma forma que os hormônios bioidênticos, mas o acesso é limitadíssimo ao único que considero sério realmente, pois é ainda uma novidade e só existe um laboratório produzindo em caráter semi-sigiloso.